fbpx

A menopausa e a reposição hormonal

Os 50 anos chegaram, e agora? Muitas coisas começam a mudar para as mulheres no período que gira em torno dessa idade. Alguns desses fatores são o inicio do período do climatério, e com isso fatores como dúvidas em relação a sexualidade, hormônios, alimentação e diversos outros que iremos expor no presente artigo.

Mas o que é de fato a menopausa?

A menopausa é uma realidade presente na vida de todas as mulheres. Os sintomas da menopausa começam geralmente a aparecer pelos 40 anos de idade, e aos 50 já devem ser uma realidade presente no dia a dia das mulheres. As causas desse distúrbio hormonal é nada mais nada menos do que a idade, não havendo uma possibilidade de evitar que ela chegue. Nesse artigo então, iremos apresentar como aliviar os sintomas da menopausa, de uma forma natural e procurando manter a saúde, o bem estar e a qualidade de vida da mulher sempre da melhor forma possível.

A menopausa consiste em a fase da vida da mulher, geralmente a partir dos 40 anos, em que o corpo para de produzir os hormônios estrogênio e progesterona naturalmente trazendo assim diversos sintomas que podem prejudicar a saúde e até a qualidade de vida da mulher.

Quais os sintomas da menopausa?

 Os principais sintomas dessa fase são a parada das menstruações, ondas de calor e suores noturnos, insônia, diminuição no desejo sexual, irritabilidade, depressão, osteoporose, ressecamento vaginal, dor durante o ato sexual e diminuição da atenção e memória. Esses sinais podem variar de mulher para mulher.

Além dos sintomas, a menopausa pode levar a outros problemas?

 A diminuição na produção hormonal na menopausa aumenta as chances do aparecimento de doenças cardiovasculares e da osteoporose.

Existe algum tratamento para a menopausa?

Além da reposição hormonal, existem outros tratamentos para os sintomas da menopausa sem a utilização de medicamentos a base de hormônios. O tratamento dos calorões, do ressecamento vaginal, da ansiedade e da insônia, por exemplo, podem contar com o uso de medicações específicas que não utilizam o estrogênio, visto que algumas pacientes apresentam contra-indicação para a utilização hormonal.

A menopausa está ligada a diminuição da fertilidade?

Uma coisa é certa, a principal característica desse período é a diminuição considerável da fertilidade feminina. Além dessa, pode-se citar o maior espaço de tempo entre uma e outra ovulação, diminuição da libido, alterações de humor e insônia.

Há como tratar os sintomas de uma forma mais natural?

Sim! Quando falamos em prevenção e tratamento de doenças de maneira natural, é impossível ignorar o poder de uma alimentação equilibrada, com qualidade nutricional. No climatério não é diferente: o segredo para tratar os incômodos sem prejudicar o organismo está no consumo correto dos remédios naturais e na adoção de um estilo de vida saudável, de forma mais abrangente. No que diz respeito a alimentação, é necessário uma dieta com maior número de alimentos antioxidantes como kiwi, cenoura, laranja, nozes, azeite, açafrão, frutas vermelhas, mamão, abacaxi e cereais integrais. Alimentos como os derivados da Soja, linhaça e o vinagre de maçã também podem ser de grande ajuda no combate aos sintomas.

Exercícios físicos podem ajudar a aliviar os sintomas?

 Sim, e muito! Testes realizados com mulheres que não realizam nenhuma atividade física e com mulheres que se exercitam regularmente comprovaram que as primeiras sentem muito mais os sintomas da menopausa do que as que possuem o hábito de realizar atividades físicas, especialmente os exercícios aeróbicos. Em alguns casos, as pacientes fisicamente ativas comprovaram a tese, já que os sintomas acabaram logo após a prática dos exercícios.

6 dicas para manter o sexo na menopausa:

  1. Renove seu relacionamento: Especialmente se a relação é muito longa, talvez seja uma boa hora para buscar novos ares, mas isso não significa trocar de parceiro. Façam viagens e procurem atividades sociais que só envolvem o casal.
  2. Curta seu dia a dia: Vale trocar de perfume e sair às compras de roupas novas, inclusive lingeries. “Encontre prazeres, alegrias e vários motivos para curtir o dia que está passando!”
  3. Cuide de você: Não tem nada melhor para autoestima do que seguir uma dieta equilibrada e fazer exercícios regularmente. Os resultados físicos são nítidos, sem contar os benefícios para a saúde. Cuide também da pele, dos cabelos e de todo o corpo com hidratantes indicados para a sua idade.
  4. Visite um sex shop: Essa dica vale para fazer a dois ou sozinha mesmo. Existe uma infinidade de produtos direcionados para estimular o desejo da mulher na menopausa, sem contar os vários modelos de vibradores que podem ajudar (e muito) na sua redescoberta sexual. Pode ser um programa divertido para fazer com amigas que estejam nesta mesma fase.
  5. Pense mais em sexo: Proponha-se a pensar sobre sexo mais vezes ao dia. Procure livros e filmes que sejam estimulantes. Fantasiar sobre sexo é o pensar dirigido, usando memórias ou ideias que gostaria de colocar em prática.
  6. Pratique sozinha: A importância de se tocar nesta fase da vida é tão grande quanto nas primeiras descobertas sexuais da juventude. Afinal, esse não deixa de ser um recomeço, um novo aprender sobre o seu corpo e o que lhe dá prazer.