fbpx

Infertilidade na mulher: Conheça as principais causas!

Existem diversas causas que podem levar a infertilidade feminina, como por exemplo, a idade avançada, fatores genéticos e distúrbios hormonais. Confira o artigo a seguir e entenda melhor as causas que podem levar a infertilidade.

Ao se tratar de idade como fator de fertilidade, mulheres que se encontram na faixa etária dos 20 aos 30 anos estão mais suscetíveis a conseguir engravidar. Estudos apontam que durante essa idade o percentual de infertilidade nas mulheres é de apenas 2,5%, passando para 11% a partir dos 35 anos e para 87% aos 45 anos de idade. Assim, mulheres que pretendem ter mais de um filho, por exemplo, devem começar a planejar o mais cedo possível qual o momento certo para isso acontecer.

Não consigo engravidar. O que eu faço?

Se você está tentando engravidar há um tempo e ainda não teve sucesso, é recomendado que você e seu parceiro realizem exames médicos a fim de identificar se há algum problema que esteja atrapalhando na fertilidade. É importante salientar que tanto o homem quanto a mulher podem possuir algum distúrbio que implique na fertilidade e dificulte a concepção de um filho para o casal.

Meu dia mais fértil

É considerado o período mais fértil da mulher o 14° dia de um ciclo normal de 28 dias, ou seja, o décimo quarto dia após sua última menstruação é considerado o dia mais fértil da mulher. A ovulação costuma ocorrer sempre 3 dias antes ou depois dessa data, fazendo com que este período de 6 dias que rodeiam o 14° dia do ciclo seja considerado o melhor para tentar engravidar.

3 sintomas de alerta para a infertilidade

Alguns sintomas podem apontar com facilidade problemas na fertilidade. Porém é importante que, ao notar qualquer um dos sintomas que citaremos a seguir, se consulte um médico a fim de identificar o que de fato pode ser o problema e se este é realmente a causa da dificuldade para engravidar.

  • Ciclo Irregular:  O ciclo irregular não é um fator que necessariamente aponte a infertilidade, porém, pode ser um indicador de algum outro problema, como algum distúrbio hormonal que esteja afetando o sistema reprodutor e que possa levar a infertilidade. O grande problema é que muitas mulheres não percebem a irregularidade no ciclo menstrual por conta do uso de anticoncepcionais. Este simula um ciclo menstrual regular, e assim, a mulher só conseguirá perceber alguma irregularidade ao interromper por certo período de tempo o uso da medicação.

 

  • Cólicas muito fortes: As cólicas menstruais não indicam necessariamente que você seja infértil. Todavia, cólicas muito agudas podem ser sintomas de problemas como a endometriose. Esta patologia caracteriza-se pelo crescimento anormal do endométrio em regiões fora da região da cavidade uterina, como nos ovários e até no intestino. É importante que pessoas que costumam de sofrer com cólicas muito fortes, ou que possuam parentes diagnosticadas com endometriose, realizem consultas de rotina ao seu médico, a fim de prevenir ou identificar a presença de qualquer patologia.

 

 

  • Varizes nos testículos: No caso dos homens, a infertilidade pode estar relacionada ao aparecimento de varizes nos testículos. Estudos apontam que a varicocele afeta cerca de 15% da população masculina e é responsável por em média 40% dos casos de infertilidade dos homens.

 

Infertilidade masculina

Como já citamos ao longo do artigo, a infertilidade não é exclusividade da mulher. O homem também pode contar com algum distúrbio ou possuir certa patologia que leve a infertilidade ou diminua a fertilidade do espermatozoide, por exemplo. Para saber se o sêmen está saudável e fértil pode ser realizado o exame conhecido como espermograma, que analisa desde o aspecto da ejaculação até a quantidade, qualidade e condições do esperma. Este pode ser realizado quando percebido a existência de alguma condição física, imunológica ou genética que possa alterar as condições espermáticas e interferir na fertilidade do homem.

A alimentação, o sedentarismo, o alcoolismo e o tabagismo também são fatores, tanto para homens quanto para mulheres, que podem levar a infertilidade. Por conta disso, para aqueles que desejam engravidar é necessário redobrar os cuidados com a saúde e com os hábitos de vida.

Endometriose

A Endometriose caracteriza-se como uma doença que se desenvolve em mulheres durante a idade reprodutiva, em que o tecido da cavidade interna uterina, conhecido como endométrio, cresce de forma anormal, em locais diferentes do habitual, como nos ovários e no intestino. A patologia pode se apresentar tanto de forma assintomática quanto como através de dores pélvicas e cólicas menstruais agudas. A infertilidade pode ser um sintoma da doença, porém nem todo caso de endometriose leva a infertilidade.

Gostou desse artigo e gostaria de tirar alguma dúvida sobre o assunto?

Entre em contato conosco!

Endereço: Félix da Cunha 737, sala 702, Porto Alegre – RS

Telefones: (51) 3225-6266 | 3508-0622 e (51) 99998-0622.

E-mail: contato@clinicasaute.com.br