fbpx

A importância do sono para a saúde

 

Como você descreveria a qualidade do seu sono? Ao acordar, você costuma se sentir revigorado? Muitas vezes, os problemas do sono são subestimados, mas saiba que dormir menos de seis horas pode prejudicar a sua saúde e até antecipar o processo de envelhecimento. Noites mal dormidas também comprometem os genes, podendo causar alterações no DNA que levam a ocorrência de doenças, como o câncer.

 

Lembre-se que o corpo humano, apesar de toda a sua complexidade, não é uma máquina e precisa repor suas energias através da alimentação e do sono. Sempre ouvimos que o ideal é dormir oito horas por dia, e isso não é exagero. Durante o período do sono, além de descansar, o corpo trabalha para manter o equilíbrio do sistema imunológico, endócrino, neurológico e de diversas outras funções. Por isso, ele é considerado tão importante. 

 

O sono saudável: 

 

O sono é um estado transitório e reversível, que se alterna com a vigília (estado desperto). Ele representa um processo ativo envolvendo múltiplos e complexos mecanismos fisiológicos e comportamentais em vários sistemas e regiões do sistema nervoso central. São identificados no sono dois estados distintos: o sono mais lento, ou sono não REM, e o sono com atividade cerebral mais rápida, ou sono REM.  

 

O sono não REM é dividido em três fases, segundo a progressão da sua profundidade. Já o sono REM caracteriza-se pela atividade cerebral de baixa amplitude e mais rápida, por episódios de movimentos oculares rápidos e de relaxamento muscular máximo. Além disso, é nesse estágio que ocorrem os sonhos.

 

A distribuição do sono durante a noite pode ser alterada por uma série de fatores, como: idade, ritmo circadiano, temperatura ambiente, ingestão de drogas ou por determinadas doenças. Porém, normalmente o sono não REM concentra-se na primeira parte da noite, enquanto o sono REM predomina na segunda parte.

 

Como ter uma noite de sono efetiva?

 

Existem algumas ações que podem ser feitas antes de dormir e que proporcionam uma noite melhor de sono. Confira: 

 

  • Higiene do Sono: é um conjunto de boas práticas que devem ser realizadas antes de dormir. O mais indicado é que o indivíduo deite, apenas, quando sentir sono. Isso pode evitar que a pessoa fique deitada pensando nos afazeres do dia seguinte. 

No período antes de dormir, é indicado também evitar o uso de aparelhos eletrônicos, visto que eles emitem uma luz capaz de inibir a melatonina, o hormônio que inicia o sono. O ideal é que o quarto esteja completamente escuro, com temperatura agradável e sem barulhos. 

 

  • Exercícios físicos e alimentação: as atividades físicas liberam adrenalina, o que não deixará o corpo descansar mesmo que ele esteja cansado. Desse modo, evite realizar exercícios nas duas horas que antecedem a hora de dormir. A dica também é válida para alimentos energéticos como o café, refrigerante, álcool e tabaco. 

 

  • Rotina: crie uma rotina, ou seja, tenha uma hora para deitar e levantar pré-estabelecida.  Assim, seu corpo saberá que em determinado horário deve relaxar e descansar e que somente algumas horas depois é hora de levantar, o que impede que a insônia e interrupções durante a noite. 

 

Benefícios: 

 

Atitudes como essas geram um série de benefícios para a saúde como um todo. Dormir bem e acordar se sentindo revigorado auxilia diversos fatores e ajudam na qualidade de vida das pessoas. Além disso, o sono é responsável pela melhora da memória e de doenças muito sérias, como a hipertensão, diabetes, depressão e obesidade. 

 

Após entender a importância do sono para a vida, invista nas alternativas citadas anteriormente para que as suas noites melhorem e, por consequência, a sua saúde também. Caso sinta alguma dificuldade para adormecer, procure um médico, pois dormir bem é essencial para a sua vida.

A importância do sono para a saúde

Como você descreveria a qualidade do seu sono? Ao acordar, você costuma se sentir revigorado? Muitas vezes, os problemas do sono são subestimados, mas saiba que dormir menos de seis horas pode prejudicar a sua saúde e até antecipar o processo de envelhecimento. Noites mal dormidas também comprometem os genes, podendo causar alterações no DNA que levam a ocorrência de doenças, como o câncer.

Lembre-se que o corpo humano, apesar de toda a sua complexidade, não é uma máquina e precisa repor suas energias através da alimentação e do sono. Sempre ouvimos que o ideal é dormir oito horas por dia, e isso não é exagero. Durante o período do sono, além de descansar, o corpo trabalha para manter o equilíbrio do sistema imunológico, endócrino, neurológico e de diversas outras funções. Por isso, ele é considerado tão importante. 

O sono saudável: 

O sono é um estado transitório e reversível, que se alterna com a vigília (estado desperto). Ele representa um processo ativo envolvendo múltiplos e complexos mecanismos fisiológicos e comportamentais em vários sistemas e regiões do sistema nervoso central. São identificados no sono dois estados distintos: o sono mais lento, ou sono não REM, e o sono com atividade cerebral mais rápida, ou sono REM.  

O sono não REM é dividido em três fases, segundo a progressão da sua profundidade. Já o sono REM caracteriza-se pela atividade cerebral de baixa amplitude e mais rápida, por episódios de movimentos oculares rápidos e de relaxamento muscular máximo. Além disso, é nesse estágio que ocorrem os sonhos.

A distribuição do sono durante a noite pode ser alterada por uma série de fatores, como: idade, ritmo circadiano, temperatura ambiente, ingestão de drogas ou por determinadas doenças. Porém, normalmente o sono não REM concentra-se na primeira parte da noite, enquanto o sono REM predomina na segunda parte.

Como ter uma noite de sono efetiva?

Existem algumas ações que podem ser feitas antes de dormir e que proporcionam uma noite melhor de sono. Confira: 

  • Higiene do Sono: é um conjunto de boas práticas que devem ser realizadas antes de dormir. O mais indicado é que o indivíduo deite, apenas, quando sentir sono. Isso pode evitar que a pessoa fique deitada pensando nos afazeres do dia seguinte. 

No período antes de dormir, é indicado também evitar o uso de aparelhos eletrônicos, visto que eles emitem uma luz capaz de inibir a melatonina, o hormônio que inicia o sono. O ideal é que o quarto esteja completamente escuro, com temperatura agradável e sem barulhos. 

  • Exercícios físicos e alimentação: as atividades físicas liberam adrenalina, o que não deixará o corpo descansar mesmo que ele esteja cansado. Desse modo, evite realizar exercícios nas duas horas que antecedem a hora de dormir. A dica também é válida para alimentos energéticos como o café, refrigerante, álcool e tabaco. 
  • Rotina: crie uma rotina, ou seja, tenha uma hora para deitar e levantar pré-estabelecida.  Assim, seu corpo saberá que em determinado horário deve relaxar e descansar e que somente algumas horas depois é hora de levantar, o que impede que a insônia e interrupções durante a noite. 

Benefícios: 

Atitudes como essas geram um série de benefícios para a saúde como um todo. Dormir bem e acordar se sentindo revigorado auxilia diversos fatores e ajudam na qualidade de vida das pessoas. Além disso, o sono é responsável pela melhora da memória e de doenças muito sérias, como a hipertensão, diabetes, depressão e obesidade. Após entender a importância do sono para a vida, invista nas alternativas citadas anteriormente para que as suas noites melhorem e, por consequência, a sua saúde também. Caso sinta alguma dificuldade para adormecer, procure um médico, pois dormir bem é essencial para a sua vida.